Do Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar (SNUMAG) de 8 de Setembro de 2008, aworldtowinns.co.uk

Como governa o norte-americano Karzai

Em Maio passado, o governo afegão perdoou dois homens presos e condenados por violação. Esse crime não tinha sido um vulgar crime de oportunidade da parte desses homens. A vítima, uma mulher chamada Sara, tinha acusado publicamente um senhor da guerra local de envolvimento no desaparecimento do filho dela. Como vingança, ela foi violada em grupo, apunhalada com uma baioneta e enviada para casa meio despida. Esse comandante foi libertado pelos tribunais, mas três dos seus subalternos foram presos. Um deles morreu na prisão. Quando os outros dois foram libertados graças a esse perdão, eles foram à procura de Sara e do seu marido Dilawar, que ficaram aterrados quando viram os homens a andar à volta da sua aldeia. Temendo pelas suas vidas, o casal escondeu-se e aparentemente fez chegar a sua história à BBC, a qual pediu ao Presidente Hamid Karzai que comentasse (BBC, 27 de Agosto): “Nós estamos a encarar isto com extrema seriedade”, disse o porta-voz de Karzai, anunciando que haveria certamente uma investigação.

Na realidade, foi o próprio Karzai que perdoou os esbirros do senhor da guerra feudal e violador, muito provavelmente porque o chefe deles era um dos muitos do seu género que constituem uma parte importante da base social nacional do presidente.