O povo português saiu à rua contra a crise capitalista!

Durante o último mês, decorreram em todo o país várias acções de protesto contra as medidas que o capital financeiro internacional (através dos seus mandantes, a troika FMI/BCE/UE) e os seus lacaios em Portugal (o governo PSD/PP e muita cumplicidade do PS que iniciou este processo) querem impor ao povo português. São brutais medidas de extorsão que visam aumentar a exploração a níveis extremos, tentando resolver a favor do capital internacional e da burguesia compradora (ou seja dependente do primeiro) portuguesa a grave crise que o sistema capitalista enfrenta. A resposta tem sido vigorosa e deve ser reforçada e expandida até à derrota completa do governo e dos seus amos, exigindo de imediato o derrube do governo.

Mas este poderoso movimento não resultará em nada se não for posto em causa todo o sistema capitalista que cria um inferno na Terra para milhares de milhões de pessoas em todo o mundo e se não se pensar numa sociedade alternativa onde sejam eliminadas todas as formas de exploração e opressão. E isto só será possível com organizações e perspectivas verdadeiramente revolucionárias que levem a luta até ao fim e não com organizações e soluções reformistas que apenas visam remendar e salvar este sistema. A luta deve ser cada vez mais global e internacionalista, dado que a crise e as suas consequências têm um impacto cada vez mais mundial.

Deixamos aqui algumas imagens dos dois maiores protestos em Lisboa, a 15 e 29 de Setembro, e dois comunicados que recebemos do Círculo Revolucionário e que foram distribuídos nessas manifestações.

Página Vermelha, 9 de Outubro de 2012