Manif Direito à Habitação 25Fev 15h Pç Figueira

AS RENDAS SOBEM!
OS ESPECULADORES ENGORDAM!

Para os imigrantes, o direito à habitação simplesmente não existe. Vivem amontoados em casas, quartos e pensões. Com frequência, dormem por turnos na mesma cama.

Quando a vida Ihes corre melhor, e procuram a banca para um empréstimo, por regra este é-lhe recusado; quando procuram casa para alugar, é frequente ouvirem que a casa já está alugada ou, de um dia para o outro, verem a renda ficar mais cara; outros, menos afortunados, procuram abrigo nos bairros de lata, em casas abandonadas, em rufnas, dormem nas obras, em albergues ou na rua.

O mercado da habitação não é acessivel a todos, mas milhares de casas estão devolutas.

A HABITAÇÃO É UM DIREITO!

Os imigrantes constroem o País e estimulam a economia. Mas o Estado não os acolhe nem garante o acesso a um tecto.

TODOS SOMOS MORADORES.
TODOS SOMOS I(E)MIGRANTES.
A CIDADE É DE TODOS. TODOS À RUA!

Fevereiro 2007

Plataforma Artigo 65 - Comissões de Moradores dos Bairros das Amendoeiras, Azinhaga dos Besouros, Estrada Militar, Fim do Mundo, Marianas, Qta. da Calada, Qta. da Vitória, APEDC, CIDESC, Ass. Cultural da Qta. da Serra, Justiça e Paz, CDH da Ordem dos Advogados, Ordem dos Arquitectos, Solidariedade Emigrante, SOS Racismo, Ass. Tempo de Mudar