À memória do camarada Hafiz

Do Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar (SNUMAG) de 16 de Outubro de 2012, aworldtowinns.co.uk

O Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar está profundamente entristecido por ter tido conhecimento da morte do camarada Hafiz, um membro do Comité Central do Partido Comunista (Maoista) do Afeganistão. A morte dele é uma grande perda para o movimento comunista no Afeganistão e para todo o movimento comunista. Como comunista toda a sua vida cujo objectivo era todo o globo livre da opressão e da exploração, ele compreendeu a importância da linha política e ideológica e durante anos persistiu na luta sobre qual a linha correcta para guiar o movimento mundial. E foi com este mesmo espírito internacionalista que trabalhou ao lado de camaradas do movimento comunista onde quer que estivesse.

Ele contribuiu para as edições em inglês e em farsi/dari da revista Um Mundo A Ganhar. Também escreveu esporadicamente para o nosso serviço noticioso, sendo as suas contribuições mais memoráveis uma série pioneira sobre o aquecimento global e uma comovente recensão literária do romance O Menino de Cabul [O Caçador de Pipas no Brasil].

O texto que se segue é um comunicado sobre a morte deste camarada emitido pelo Partido Comunista (Maoista) do Afeganistão que, a 14 de Setembro de 2012, realizou uma reunião especial do seu Comité Central para prestar tributo ao camarada Hafiz.

O Comité Central do Partido Comunista (Maoista) do Afeganistão anuncia, com imensa e profunda tristeza e mágoa a morte do Camarada Hafiz, membro do Comité Central do Partido Comunista (Maoista) do Afeganistão, a todos os militantes e apoiantes do partido, aos partidos e organizações maoistas do mundo e a todo o movimento comunista internacional.

O camarada Hafiz era um veterano do novo movimento democrático no Afeganistão. Ele começou as suas actividades políticas e revolucionárias nas fileiras do movimento Sholajawid nos anos 60, quando ainda era estudante do ensino secundário. Continuou a defender a linha e os objectivos do movimento mesmo após o seu colapso. Quando o Partido Democrático Popular do Afeganistão (PDPA) levou a cabo o condenável golpe de estado de Abril de 1978, e após a subsequente invasão e ocupação social-imperialista soviética ocorridas em Dezembro de 1979, o camarada Hafiz continuou as suas actividades revolucionárias e nacional-democráticas no exílio.

Em 1984, sob influência da formação do Movimento Revolucionário Internacionalista (MRI) e da sua linha política e ideológica, o camarada Hafiz, juntamente com vários outros camaradas, formou o Comité para a Agitação e Propaganda do MLM, que publicava o jornal Shola. Este jornal desempenhou um importante papel na propagação do Marxismo-Leninismo-Maoismo. Em finais dos anos 80, quando se formou o Comité para a Consolidação e Unidade do Movimento Comunista do Afeganistão devido aos esforços conjuntos da Célula Comunista Revolucionária do Afeganistão e do Comité para a Agitação e Propaganda do MLM, o camarada Hafiz participou como representante do grupo que liderava. O Comité para a Consolidação e Unidade expandiu-se com a participação da Aliança Marxista-Leninista – Facção Pensamento Mao Zedong e da Organização de Luta pela Libertação do Afeganistão.

Em 1991, depois do congresso e da formação do Partido Comunista do Afeganistão, o camarada Hafiz liderou as bem sucedidas negociações para a fusão do Comité para a Agitação e Propaganda do MLM com o Partido Comunista do Afeganistão e tornou-se membro do Comité Central do Partido Comunista do Afeganistão. Durante vários anos, o camarada Hafiz liderou um comité de apoiantes do Partido Comunista do Afeganistão. Em 1993, integrou a delegação do Partido Comunista do Afeganistão à II Reunião Alargada do MRI que ratificou e emitiu o documento Viva o Marxismo-Leninismo-Maoismo; nessa reunião, o nosso camarada desempenhou um distinto papel revolucionário.

O camarada Hafiz foi o representante do Partido Comunista do Afeganistão no Congresso de Unidade do Movimento Comunista (MLM) em 2004, no qual foi eleito membro do Comité Central do Partido Comunista (Maoista) do Afeganistão. Ao mesmo tempo que liderava uma unidade de apoiantes do partido, o nosso camarada contribuiu significativamente para o partido e a revolução. Durante muitos anos, desempenhou um papel crucial no desenvolvimento das actividades internacionais do Partido Comunista (Maoista) do Afeganistão, tanto no que diz respeito às actividades do MRI como sendo o contacto do nosso partido com alguns partidos maoistas a nível internacional. O camarada Hafiz esteve activamente envolvido na propaganda ideológica e política do MRI; teve um papel activo na publicação da revista Um Mundo A Ganhar, o órgão do MRI, e também nas publicações internas do MRI nas línguas farsi-dari.

O Comité Central do Partido Comunista (Maoista) do Afeganistão exprime as suas solenes condolências quanto à imensa perda deste camarada veterano para os militantes e apoiantes do partido e para os outros maoistas do Afeganistão e do mundo. Em particular, prestamos o nosso tributo à família deste camarada e exprimimos a nossa comunhão de profunda tristeza para com eles.

Todas as unidades do partido no interior do país e todos os apoiantes do partido no exterior do país, de acordo com as suas circunstâncias particulares locais e regionais, estão obrigadas, durante este mês, a honrar e marcar a morte deste camarada e a celebrar os feitos da vida dele como revolucionário. As mensagens de homenagem vindas do interior do país podem ser enviadas através dos contactos e canais do partido; as condolências vindas de fora do país podem ser enviadas através dos apoiantes do partido ou electronicamente por email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..