Os EUA já não executarão legalmente Mumia Abu-Jamal
12 de Dezembro de 2011. Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar.

Publicamos de seguida excertos de um artigo de C. Clark Kissinger no Revolution, jornal do Partido Comunista Revolucionário dos EUA (revcom.us).

O dia 9 de Dezembro marcou o 30º aniversário da noite em que a polícia de Filadélfia atingiu a tiro, espancou e prendeu o jornalista revolucionário Mumia Abu-Jamal. Ele foi acusado de disparar sobre um agente da polícia e rapidamente considerado culpado pelo assassinato e condenado à morte num julgamento manifestamente injusto. Ele está em prisão solitária no corredor da morte há 29 anos. Mas, dois dias antes desse aniversário, o Procurador Distrital de Filadélfia Seth Williams anunciou que ia finalmente abandonar a campanha de 30 anos para executar Mumia de forma legal.

A decisão da Procuradoria surge na sequência da recusa do Supremo Tribunal dos EUA em aceitar mais recursos do Estado de Pensilvânia. A Pensilvânia vinha tentando há uma década anular uma decisão de 2001 de um tribunal do distrito federal de que a pena de morte de Mumia era inconstitucional devido às enganadoras instruções dadas aos jurados pelo juiz do julgamento de Mumia.

Embora isto signifique que Mumia será em breve transferido para junto da população geral do sistema prisional estadual para cumprir uma pena de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional, a condenação e o encarceramento dele continuam a ser uma enorme injustiça. Para milhões de pessoas em todo o globo, mesmo um único dia a mais de Mumia na prisão é uma injustiça intolerável. A batalha política pela libertação de Mumia do seu injusto encarceramento tem de continuar. Embora a ameaça de uma execução legal tenha sido afastada por agora, é importante continuarmos vigilantes e mantermos a luta para o protegermos e assegurarmos que a voz dele continua a ser ouvida. As autoridades podem tentar fazer com que a situação seja pior para ele atrás das barras, e continua a existir a ameaça de uma execução extrajudicial organizada atrás das paredes da prisão.

Fonte (em inglês): Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar (SNUMAG), em aworldtowinns.co.uk ou no perfil facebook Awtw Nese