Mais assassinatos de revolucionários pela polícia do Bangladesh
20 de Setembro de 2010. Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar.

Segundo informações que recebemos, a polícia do Bangladesh assassinou duas pessoas que se pensa serem membros dirigentes do Partido Comunista do Bengala Oriental (Marxista-Leninista) (Bandeira Vermelha), também conhecido como Partido Comunista do Purba Bangla - Lal Pataka.

A 5 de Setembro, a Brigada de Acção Rápida (BAR) anunciou ter matado Abdur Rashid no que alegou ser uma rusga a uma reunião do partido numa aldeia do Distrito de Pabna, Província de Rajshahi. Esta província fica situada no noroeste do país e faz fronteira com a Índia. As notícias indicam que Rashid, de 52 anos, terá sido um membro proeminente da linha do PCPB desde a sua fundação em 1968.

Depois, a 9 de Setembro, a BAR informou ter matado um camarada conhecido pelo nome de Titas noutra aldeia da Província de Rajshahi, numa ocorrência que desta vez alegou ter sido um tiroteio.

A polícia também noticiou a prisão em Agosto e Setembro de várias outras pessoas descritas como membros do PCPB.

Durante os últimos anos, a RAR tem matado centenas de pessoas em ocorrências que têm sido descritas como «recontros» com revolucionários.

Fonte (em inglês): Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar (SNUMAG), em aworldtowinns.co.uk