“Não à intervenção militar imperialista norte-americana no Irão! Não à reaccionária República Islâmica do Irão!”
3 de Dezembro de 2007. Serviço Noticioso Um Mundo a Ganhar.

O folheto seguinte, para uma manifestação que terá lugar a 22 de Dezembro em Bruxelas, foi emitido pelo Colectivo de Estudantes e Jovens Iranianos a Viver na Europa, pelo Partido Socialista de Esquerda belga e pelo grupo de juventude deste partido. Para mais informações:

Correio electrónico: committee.2007@hotmail.com, committee.2007@gmail.com.

Webloghttp://committe2007.blogfa.com

Telefone: 0032 - 486/48 43 65

Nós temos voz!

Nós somos o eco da luta dos povos do mundo contra a política de invasão e intervenção militar do imperialismo norte-americano no Irão!

Nós somos a voz do povo iraniano contra a República Islâmica do Irão!

Nós somos a voz dos trabalhadores, mulheres, professores, estudantes e nações oprimidas contra a intervenção estrangeira e a tirania interna!

Nós somos a voz dos estudantes de esquerda do Irão, uma força sempre crescente que visa “organizar um movimento de âmbito nacional contra a intervenção estrangeira e as guerras, bem como contra a tirania interna e a repressão”.

Nós “estamos decididos a informar as pessoas de horrores como a guerra, mas ao mesmo tempo visamos a República Islâmica reaccionária” e “somos pelos direitos básicos dos operários, trabalhadores e nações oprimidas, bem como pela libertação das mulheres e pela separação da religião e do estado”.

Neste momento, Bush e os seus aliados europeus, bem como a República Islâmica do Irão, estão a tentar convencer as pessoas de que a nossa única escolha é entre a escravidão neoliberal e o fundamentalismo islâmico. Os que acreditam na liberdade devem criar e fortalecer uma nova via, uma nova forma de pensamento. Os imperialistas e os fundamentalistas islâmicos são duas faces do mesmo sistema e qualquer apoio dado a um deles na realidade e inevitavelmente irá levar ao fortalecimento do outro.

Neste momento, os estados imperialistas e os fundamentalistas religiosos reaccionários estão a tentar colocar as pessoas umas contra as outras no Médio Oriente e, ao mesmo tempo, estão a incitar forças racistas e xenófobas contra refugiados, imigrantes e muçulmanos na Europa. Nesta situação, é ainda mais urgente que os povos oprimidos do mundo ergam a sua própria voz independente e se unam ainda mais contra as retrógradas forças religiosas do Médio Oriente, o racismo, o belicismo e a ocupação imperialista.

A 22 de Dezembro de 2007, numa manifestação frente às embaixadas dos EUA e da República Islâmica do Irão em Bruxelas, ergueremos a voz independente dos povos do mundo. Junte-se a nós contra a guerra, a globalização neoliberal e o imperialismo. Junte-se a nós em defesa do povo iraniano contra a RII. Junte-se a nós em defesa do movimento estudantil no Irão e em comemoração do Dia do Estudante (em que, em 1953, três estudantes foram mortos pelo exército do Xá por se terem oposto a um golpe de estado patrocinado pela CIA no Irão, num dia em que o [vice] presidente norte-americano Nixon estava de visita ao país).

Junte-se a nós para erguermos a bandeira da solidariedade internacionalista por um mundo sem guerras, opressão, injustiça e exploração!

Fonte (em inglês): Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar (SNUMAG), em aworldtowinns.co.uk ou no perfil facebook Awtw Nese