A DEMOCRACIA BURGUESA E A DITADURA DO PROLETARIADO

V. I. Lenine

I CONGRESSO DA INTERNACIONAL COMUNISTA

(2 a 6 de Março de 1919)

1. DISCURSO NA ABERTURA DO CONGRESSO
2 de Março

Por encargo do Comité Central do Partido Comunista da Rússia, inauguro o primeiro congresso comunista internacional. Antes de mais, peço a todos os presentes que se levantem em homenagem à memória dos melhores representantes da III Internacional: Karl Liebknecht e Rosa Luxemburg.

Camaradas! A nossa reunião tem uma grande importância histórica mundial. Ela demonstra a falência de todas as ilusões da democracia burguesa. Com efeito, não apenas na Rússia mas também nos países capitalistas mais desenvolvidos da Europa, como por exemplo na Alemanha, a guerra civil tornou-se um facto.

A burguesia sente um medo louco perante o crescente movimento revolucionário do proletariado. Isso é compreensível se tivermos em atenção que o curso dos acontecimentos depois da guerra imperialista favorece inevitavelmente o movimento revolucionário do proletariado, que a revolução mundial internacional começa e se intensifica em todos os países.

O povo tem consciência da grandeza e da importância da luta que está presentemente em curso. E necessário apenas encontrar a forma prática que dê ao proletariado a possibilidade de realizar o seu domínio. Essa forma é o sistema soviético com a ditadura do proletariado. Ditadura do proletariado! - até agora estas palavras eram latim para as massas. Graças à difusão do sistema dos sovietes por todo o mundo, esse latim foi traduzido em todas as línguas modernas; a forma prática da ditadura foi encontrada pelas massas operárias. Ela tornou-se compreensível para as amplas massas de operários graças ao poder soviético na Rússia, graças aos spartakistas na Alemanha e a organizações análogas noutros países, como, por exemplo, os Shop Stewards Committees (Comités de Representantes de Fábrica) na Inglaterra. Tudo isso prova que a forma revolucionária da ditadura proletária foi encontrada, que o proletariado é agora capaz de utilizar na prática o seu domínio.

Camaradas! Penso que depois dos acontecimentos na Rússia, depois da luta de Janeiro na Alemanha, é particularmente importante assinalar que também noutros países a mais recente forma do movimento do proletariado abre caminho e se torna preponderante. Hoje, por exemplo, li num jornal anti-socialista um telegrama segundo o qual o governo inglês recebeu o Conselho de Deputados Operários de Birmingham e se declarou disposto a reconhecer os conselhos como organizações económica. O sistema soviético venceu não apenas na Rússia atrasada mas também no país mais desenvolvido da Europa, a Alemanha, e igualmente no mais velho país capitalista - a Inglaterra.

Que a burguesia se entregue ainda à sua fúria, que ela mate ainda milhares de operários - a vitória será nossa, a vitória da revolução comunista mundial está assegurada.

Camaradas! Saúdo-vos cordialmente em nome do Comité Central do Partido Comunista da Rússia e proponho que se passe à eleição do praesidium. Peço que se indiquem nomes.