Comunicado do Círculo Revolucionário. Também está disponível uma versão PDF para impressão:

 

Logo CR

Aumento dos títulos de transporte

O roubo instituído

Vamos reagir e recusar o saque!

 

O governo Passos/Portas aproveitando o momento de alguma desmobilização devido ao período de férias, vem impor-nos a sua política de saque ao produzir um despacho encomendado pela “troika” FMI/UE que consiste em mais um aumento de transportes (passes sociais e bilhetes), bem como a supressão de carreiras. Aumentos esses cujo valor médio é de 15%, com efeitos a partir do mês de Agosto.

Como se não bastasse a supressão de transportes e a há muito deficiente qualidade do serviço prestado, que afectam as condições de mobilidade dos utentes, assistimos a uma ruinosa política de gestão pelos sucessivos conselhos de administração, mais apostados em encher os seus bolsos com milhões desviados.

No fundo, estes senhores, onde pontuam os “boys” dos partidos PS/PSD/CDS que se têm alternado nos governos, mais não têm sido do que batedores do grande capital na preparação de privatizações chorudas.

Que têm os trabalhadores e organizações sindicais do sector a dizer sobre estas medidas de rapina? Tal como os utentes, estes trabalhadores vão sofrer inevitavelmente as consequências destas medidas geradoras de mais desemprego e baixos salários.

A mera indignação é insuficiente, um só caminho nos resta:

Resistir, recusando o roubo instituído, adoptando as mais variadas formas de luta assentes em organização e mobilização, capazes de impor um revés ao governo vendido Passos/Portas.

Nos locais de trabalho e de habitação devem ser gerados debates de forma a encontrar uma resposta colectiva.

O grande capital, através deste governo, impõe-nos o pagamento de uma dívida que não foi contraída pelos trabalhadores, nem foi em benefício deles.

Os governos PS/PSD/CDS são os únicos responsáveis pela grave situação económica do País e como tal devem ser alvos de julgamento popular.

Recusar pagar uma dívida não contraída é um direito que nos assiste.

Organizemo-nos e lutemos!
Recusemos o roubo instituído!
Abaixo o capitalismo!
Fora com os governos do FMI/UE!

24/07/2011

Contacto: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.