A Página Vermelha e o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Desde o passado dia 19 de outubro de 2015 que a Página Vermelha tem vindo a aplicar o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa que está oficialmente em vigor em Portugal, apesar das reservas que este Acordo nos merece.

Fizemos esta mudança por diversas razões, sendo a principal os pedidos de leitores no Brasil para que lhes seja facilitada a leitura e a reprodução dos artigos publicados na Página Vermelha. Tivemos em atenção que atualmente é, de longe, no Brasil que a PV tem mais leitores e que a proporção destes em relação aos de Portugal tem vindo a aumentar, em particular no último ano, tendo atingido uma proporção de quase 6 para 1 nos passados meses de agosto e setembro.

A segunda razão tem a ver com a crescente aceitação (ainda que não unânime, e contestada) da aplicação do Acordo Ortográfico em Portugal. Como o nosso objetivo é facilitar a comunicação com os nossos leitores, e após um período de ponderação, acabámos por tomar agora esta decisão.

Apesar das dificuldades práticas que esta decisão envolve, temos a certeza que ela permitirá realmente uma melhor ligação aos nossos leitores e uma mais eficiente divulgação do comunismo revolucionário. Isto não envolverá, no entanto, a alteração de nenhum texto anterior a esta data, embora durante este processo tenhamos acabado por fazer algumas correções menores em textos mais antigos, sobretudo em novas palavras e em nomes geográficos estrangeiros que entretanto passaram a figurar nos corretores ortográficos.

Também tendo em conta as razões para esta decisão, faremos algumas exceções à norma agora corrente em Portugal. Nalguns casos de palavras de dupla grafia aceite em Portugal, optámos pela manutenção da grafia usada em Portugal antes do Acordo, por esta ser a mais comum no Brasil. São exemplos disso: asséptico, aspecto, conceptivo, epiléptico, espectador, espectro, peremptório e profiláctico/anafiláctico, e os seus derivados. Apenas em casos pontuais isso implica um afastamento a esta regra (ex: setuplicar e suntuoso). Outra alteração que faremos é no uso de palavras como "palestiniano", uma forma que é muito mais usada em Portugal que o também correto "palestino". Passaremos a usar esta segunda forma por ser a mais comum no Brasil, e também por ser a preferida por alguns ativistas pró-Palestina em Portugal.

Obviamente, e tal como no passado, nenhuma destas alterações se aplica a contribuições externas, nomeadamente a textos e traduções que nos venham a ser enviados por camaradas no Brasil, caso em que manteremos a versão original.

Finalmente, aproveitamos esta ocasião para anunciar para breve uma alteração gráfica da PV, que passará a ter um aspecto e funcionalidades mais atuais, alterando definitivamente o aspecto gráfico primitivo que tem sido mantido praticamente desde que esta página foi criada há 14 anos, a 19 de julho de 2001.

2 de novembro de 2015
A redação da Página Vermelha