Do Serviço Noticioso Um Mundo A Ganhar (SNUMAG) de 3 de Junho de 2005, aworldtowinns.co.uk

Milhares de pessoas assistiram em Istambul a evocação de Ibrahim Kaypakkaya

O Serviço Noticioso Um Mundo a Ganhar recebeu a informação que a seguir se reproduz.

Milhares de pessoas juntaram-se em Istambul a 29 de Maio para evocar Ibrahim Kaypakkaya, fundador do movimento maoista na Turquia, que foi assassinado em 1973 com 24 anos de idade.

A reunião foi convocada através da Plataforma de Direitos Democráticos da Turquia e incluía membros do Partido Comunista Maoista da Turquia. Nesta cidade que é o coração do poder reaccionário do país e que já viu muita repressão violenta, o local estava desafiadoramente decorado com bandeiras vermelhas, fotografias de Mao, de Kaypakkaya e de outros líderes e imagens da guerra popular no Nepal.

Os oradores explicaram a necessidade das guerras populares maoistas no mundo para esmagar as grilhetas que os imperialistas impuseram ao planeta. A revolução no Nepal representa uma ameaça à ordem mundial imperialista e eles estão a tentar acabar com ela de várias maneiras. Um orador disse que os reaccionários na Turquia estão a caluniar a guerra popular no Nepal e, para apoiarmos de perto essa guerra e opormo-nos aos governantes da Turquia, deveríamos informar as massas e a Turquia e o mundo sobre a verdadeira natureza e o progresso dessa guerra.

Também falou um representante do Fórum Nepalês de Unidade – Europa. Disse que a guerra popular no Nepal está em vias de tomar o poder político e as massas nepalesas estão a lutar como um contingente internacionalista sob a direcção do Partido Comunista do Nepal (Maoista) de forma a servir o movimento comunista internacional. De maneira que também é o nosso movimento, disse ele. Nessa altura, quase dez mil pessoas começaram a gritar “Guerra Popular no Nepal – Viva, Viva!”

A sessão, que durou toda a tarde e o serão, incluiu um espectáculo cultural revolucionário.